Sua manutenção anda gerando receita ou despesas?

Engana-se quem pensa que a manutenção industrial de uma empresa não é capaz de gerar receita para o negócio.


Para muitos, investir em manutenção é apenas mais uma despesa inevitável entre tantas outras que são necessárias. Porém, se você olhar por outro ângulo, verá que adotar uma boa gestão da manutenção ajudará sua empresa a gerar receita.


Quer saber como? Acompanhe a leitura!

Como seria uma empresa sem manutenção?

Pense bem: como as máquinas e equipamentos de uma empresa poderiam exercer sua função e cumprir as atividades sem que passassem pelas manutenções?


Isto é, como uma operação do dia a dia poderia ser executada sem manter o maquinário em seus devidos padrões de qualidade e confiabilidade?


Por isso, é correto afirmar que a manutenção industrial deve ser tratada como uma forma de gerar receita para o seu negócio, e nunca despesa.


Empresas que não são adeptas da gestão da manutenção apresentam frequentemente diversas consequências, como:

  • Paradas não previstas na produção;
  • Aumento nos custos;
  • Atrasos na produção;
  • Perda de lucratividade;
  • Aumento no risco de acidentes;
  • Não atendimento de prazos acordados;
  • Insatisfação de clientes e colaboradores;
  • Perda de contratos.

Portanto podemos afirmar que não existe produção e nem faturamento (receita) sem a manutenção, por mais moderna que seja uma empresa e seus ativos, sempre será necessária a intervenção da manutenção na prevenção de quebras e falhas dos equipamentos.

A cultura do quebra e conserta

Empresas que apresentam os problemas citados acima, geralmente atuam da seguinte forma: buscam solucionar o problema somente depois que ele acontece, ou seja, atuam apenas quando ocorre a quebra da máquina e consequente a parada da produção.


Esta atitude gera uma manutenção de emergência e acaba por resultar em um custo muito mais elevado do que se tivesse sido realizado um planejamento da
manutenção. O famoso quebra e conserta.

Mudando a cultura

É preciso entender que a cultura do quebra e conserta não é vantajosa para nenhum tipo de negócio. Olhar por outro ângulo, e perceber que a manutenção EVITA gastos, através da prevenção, é suficiente para começar a adotar a gestão da manutenção.


Com a gestão da manutenção, é possível dar início a cultura de eliminação de quebras e falhas. Para isso, é preciso monetizar as paradas evitadas pela manutenção.

Monetizando as paradas evitadas pela manutenção

É preciso mostrar, em dinheiro, o valor que a gestão da manutenção traz para um negócio. A produção, por exemplo, mostra o quanto foi produzido por mês, as vendas podem mostrar o quanto venderam.


Por sua vez, a manutenção pode mostrar o quanto (em dinheiro) evitou que fosse perdido, sem sua adoção.


Um valor importante que deve ser mostrado como indicador (KPI) cada mês é o valor financeiro realizado no faturamento de vendas devido a prevenção de quebras ou falhas que foram evitadas.


Outro indicador de suma importância é o KPI do MTBF, que mostra o intervalo em horas entre uma parada e outra para manutenção corretiva ou reativa.


Esses dois indicadores são proporcionais diretamente, ou seja, quanto maior o MTBF, maior o indicador de receita gerada pela manutenção.

Portanto, quais os benefícios da gestão da manutenção para as empresas?

É correto dizer que a gestão da manutenção é o melhor processo para sua empresa garantir a disponibilidade e a confiabilidade dos seus equipamentos, máquinas e instalações a um baixo custo.


Podemos dizer que os principais benefícios e vantagens da gestão de manutenção são os seguintes:

  • Eficiência dos equipamentos;
  • Controle de custos com inatividade da equipe;
  • Planejamento da manutenção para prevenir acidentes;
  • Controle da manutenção para evitar imprevistos que parem a produção;
  • Qualidade na prestação de serviços aos clientes.

Como resultado, a empresa não perderá mais dinheiro e outros recursos devido a inatividade do processo de produção.

Conclusão

O conceito de que a manutenção é “um mal necessário” é bastante ultrapassado nos dias de hoje.

A gestão da manutenção é uma excelente ferramenta para ser usada a favor do faturamento do negócio e possui o mesmo nível de importância que as outras
áreas da empresa.

Quer saber mais sobre manutenção industrial? Confira os conteúdos anteriores em nosso blog e conte com a G2W Engenharia para realizar as manutenções industrias da sua empresa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *